Percebeu?

13/02/2014 12:20

Percebeu? Por Eugênio Mussak

O diretor tinha acabado de chegar à empresa depois de uma reunião com um cliente. Tinha pressa em encaminhar as providências, afinal, o cliente em primeiro lugar… Quando, vindo do estacionamento, entrou no imenso hall do prédio, viu de longe que um dos elevadores tinha acabado de chegar ao térreo e estava abrindo as portas. Só havia uma pessoa esperando. Um estagiário. Acelerou o passo, e chegou a levantar o braço, mas não deu tempo. O rapaz entrou, apertou seu andar e as portas se fecharam um instante antes do diretor toca-las com a mão. O que ele pensou naquele momento não pode ser publicado neste artigo.

Quis o destino que aquele jovem desatento, que era estagiário do marketing, fosse encarregado por seu chefe de levar uma autorização de custos para ser assinada pelo diretor, e este, claro, não perdeu a oportunidade. Após assinar o documento, disparou:

- Escuta aqui rapaz. Por que você não segurou a porta do elevador para mim hoje de manhã?

- Heim?! – foi a resposta inteligente do estagiário.

- Você estava sozinho esperando o elevador e eu vinha quase correndo para pega-lo, mas você simplesmente entrou e se mandou. Você não acha que foi falta de educação?

- Ah, desculpe. É que eu não vi o senhor, simplesmente não percebi. Senão eu teria segurado a porta. O senhor não acha que eu fiz a propósito, não é mesmo?

- Se eu achasse, você já estaria no olho da rua, meu jovem. Mas a questão não é essa. Não estou questionando sua educação, e sim sua falta de percepção.

Ao ver que o ar do jovem era de pavor, mas também de interesse, o diretor continuou:

- Você precisa saber que uma das qualidades mais apreciadas na empresa é a atenção aos detalhes, a capacidade de perceber o que acontece ao seu redor, o interesse pelo coletivo, a preocupação com todos os sinais que os colegas, os clientes, as notícias dos jornais e os movimentos da economia emitem o tempo todo. Você já ouviu falar que os melhores executivos são aqueles que aproveitam bem as oportunidades e que reagem rapidamente ao problemas? É preciso estar atento. Dizer que não fez algo porque não percebeu sua necessidade é o mesmo que dizer que não quis fazer. Tem a mesma gravidade. Percebeu, agora?

- Percebi – disse o estagiário, e tomara que tenha percebido que essa lição pode mudar seu futuro. O valor da percepção é comparável ao do conhecimento na construção das novas competências.

 

Texto publicado sob licença da revista Você S/A, Editora Abril. Todos os direitos reservados. Visite o site da revista: www.vocesa.com.br