A importância de estabelecer METAS

04/06/2014 09:44

A importância de estabelecer METAS 

Sempre escutamos falar que é bom termos objetivos na vida...que quem não sabe para onde vai qualquer caminho serve...e muitos de nós até apreciamos  esses conselhos, mas por que ainda em pleno séc XXI muitos ainda levam a vida sem planejar, sem saber para onde estão indo, onde querem chegar?

Muitos inclusive acompanham as estatísticas da quantidade de pessoas que morrem dois anos após a aposentadoria (70% segundo índices das seguradoras). A que devemos esses índices? Resposta: à falta de objetivos.

E o que dizer dos índices de depressão entre pessoas ricas, abastadas e que teoricamente tem tudo o que sempre sonharam ter em termos materiais, uma vida de conforto, repleta de luxo. Por que sofrem de depressão? Resposta: Muitos não tem mais objetivos, já que alcançaram tudo.Outros estão desapontados com a falta de felicidade que tudo isso traria , já que o objetivo rela dessas pessoas seria a felicidade que o dinheiro, poder, fama deveria trazer de acordo com elas.

É muito alto o índice (valor relativo e proporcional à população) de suicídio em países com alto índice de desenvolvimento humano (IDH) como Japão, Suécia, Nova Zelândia, Dinamarca. Qual seria a razão? O cérebro deixa de ter objetivos, desafios e desiste.

Recentes estudos da neurociência vem descobrindo que o cérebro precisa de objetivos e desafios para se manter em atividade. Que ele precisa de estímulos futuros positivos para buscar permanecer em atividade e motivado.

Portanto, se antes você não tinha uma boa razão para estabelecer objetivos em sua vida, agora tem uma excelente, você não acha?

Os objetivos são o exercício físico do nosso cérebro e é bom para mantê-lo em atividade e saudável.

E antes que você pergunte qual a diferença entre objetivos e metas:

Objetivos é aonde você quer chegar, o resultado final. Como você estará ao final de sua jornada. O que você pretende alcançar. As metas são os passos que você percorrerá para atingir o seu objetivo.

 O Cérebro precisa entender com informações precisas, positivas, que façam sentido para você, que tenham significado, através de imagens reais construídas por meio de visualizações criativas, ou metáforas o que você pretende e como fará para chegar lá.

Simples? Confuso?

Agora você entenderá melhor a tal da Lei da Atração tão amplamente difundida no filme “O Segredo” e poderá concluir que não se trata de magia, pensamento positivo, ou maluquice de meia dúzia de fanáticos. A Lei da atração nada mais é do que Planejamento e atenção focada às oportunidades e cuja explicação já é de domínio da Neurociência e pra reforçar, muitos de vocês já ouviram ou leram os livros de Paulo Coelho onde ele cita ”O universo conspira a seu favor”.

Claro, você conseguirá tudo aquilo que quiser se planejar e focar esforços e atenção.

Mas um alerta sobre elaboração de objetivos: muitas vezes nossos objetivos ou de seus clientes estão distantes, parecem impossíveis. Por exemplo: um cliente que quer perder 20 kg. Se ele pensar no resultado final poderá desanimar, pois, poderá levar uns dois anos para chegar lá. Apesar de o cérebro entender, a distância que está do objetivo final, poderá fazer com que a relevância em atingi-lo seja perdida, portanto, você profissional deverá transformar esse objetivo em metas tangíveis passo a passo para que seu aluno possa progredir comemorando as metas que se tornar pequenos objetivos imediatamente fáceis de alcançar e que levarão ao objetivo final.

Em gestão falamos de objetivos SMART e agora podemos explicar a sua importância do ponto de vista do cérebro e cujas pesquisas, até o presente momento, não foram contestadas.

Por que usar essas técnicas?

Essa é uma das orientações a que tive acesso nos cursos de Neurociência (Neurocoach e neurobusiness) que venho participando e quero compartilhar com você.

Essas dicas, também, se aplicam a vendas, a expansão de novos negócios, carreira, planejamento de vida, empresarial, etc.

O Cérebro precisa dessa bússola para se organizar e ficar atento a todas as oportunidades que podem estar bem debaixo do seu nariz. É o que chamamos de ATENÇÃO FOCADA.

E mais uma dica entre outras: o cérebro precisa de informações positivas e que façam sentido para ele, que estejam de acordo com seus valores e princípios. Nada adiantará se você estabelecer objetivos que não sejam significativos para você e que você de fato queira atingir, para sua realização e não para agradar outras pessoas.

O cérebro sabe quando você está “mentindo” e ele logo providencia o que chamamos de auto-sabotagem para que você “acorde” e volte aos caminhos que de fato você tanto quer.

É claro que existem muitas outras dicas e orientações dentro do estudo da Neurociência que farão sua carreira rumar para o sucesso e a plenitude em termos de satisfação e realização.

Desejo muito Sucesso (seja qual for a sua definição)

Marynês Pereira